Logo marca do projeto GPARJ

Logo do projeto : Grupo de Pesquisa Ambiental da RJ.
Elaborado pelas alunas Antonielly e Eduarda do
6º ano A.
A imagem é o resultado de uma releitura .

Fonte: Internacional Year of forests- 2011


Morte de animais em vias de extinção

 O desfile da tocha olímpica da Rio-2016 por Manaus, teve um momento triste: a morte de uma onça pintada, considerada um símbolo dos eventos na capital do Amazonas. Pouco após o desfile, a onça batizada de Juma, estava acorrentada onde ocorreu o evento. Seus treinadores aplicaram tranquilizantes, que fizeram efeito contrario  então a onça ficou nervosa e tentou atacar seu treinador, o animal foi abatido com um tiro por medidas de segurança.
  Um pouco parecido com a morte de um gorila nos EUA que estava interagindo com uma criança e foi sacrificado. Ambos estão em extinção e foram sacrificados a tiros.
Animais selvagens como esses, não deveriam ficar expostos dessa maneira, afinal eles só estão seguindo seus extintos.

Texto por: Luiza A. e Vitoria C.
Imagens importadas de: www.g1.com.br

Nossa revista publicada

Brinquedos sustentáveis

Material que poderia ir para o lixo ganha vida nova e vira brinquedo. 

O GPARJ com apoio das alunas do projeto Tribos confeccionaram brinquedos  com o uso de sucata, reaproveitando evitando que coisas boas sejam despejadas no lixo e que possam proporcionar diversão  às crianças e conscientização sobre a importância em se reciclar , contribuindo com a preservação do meio ambiente.

O brinquedo escolhido foi a vai e vem .




Uma homenagem para Juma...


Trechos de produções textuais do 4º ano B:

"A onça-pintada Juma foi abatida no dia vinte de junho no Amazonas, só por que queria fugir, estava com medo de toda aquela gente diferente em volta dela tirando foto. Mas será que ela não queria só fugir do santuário e voltar para a floresta onde é o seu lugar, sua verdadeira casa? Talvez agora ela esteja feliz e livre" . ( Aluno: Nícolas Konrad)

..."Os animais devem viver na natureza, por que lá é a casa deles , na floresta cuidando de sua família. Nessa semana mais um animal silvestre foi abatido era a onça-pintada chamada Juma.
Ela morreu com bala de arma, exatamente como sua mãe . Simplesmente por que sentiu medo . Os homens achavam que deixar o animal preso por duas correntes seria uma coisa bonita de ser vista...Quem ama e acha lindo de verdade os animais , deve deixá-los na natureza!" (Aluna: Mariane)

"A onça-pintada é bonita e por isso sua espécime sofreu com a caça, por causa de sua pele. Juma
era de responsabilidade do exército brasileiro e vivia em cativeiro, não deveria continuar sofrendo por causa de sua pele, deveria ser preservada e cuidada" . ( Aluna: Shaiane)

"Juma não era má estava só se defendendo ...Precisamos respeitar esses animais que não são domésticos, eles são selvagens e devem viver na floresta , livres." (Aluna: Luisa da Silva Callegaro)

"Todos ficaram tristes com a morte de Juma que estava no lugar errado na hora errada" ( Aluna:Paola Aparecida Rodrigues Marques)

"Juma devia ficar triste em cativeiro, sem amigos para brincar" ( Aluna: Maria Eduarda Ferraz Brito)

"Os animais ficam com medo das pessoas e as pessoas dos animais e como aconteceu com Juma acabam mortos... se continuarmos assim  acabaremos destruindo todas as onças."( Aluna: Filipe Luiz)

... "Não achei certo matarem a onça-pintada, assim elas deixarão de existir.
O Brasil é o país que mais mata animais silvestres no mundo.
As pessoas precisam cuidar dos animais". ( Aluno: Mauricio da Silva Santos)







Diga não ao desperdício... faça a sua parte!


"Só no Brasil,  26,3 milhões  de toneladas de alimentos têm o lixo como destino. Sendo a maior perda (45%) de hortifrútis.

Orientações do refeitório da escola
Um terço dos alimentos produzidos no mundo é desperdiçado a cada ano – junto com toda a energia, mão de obra, água e produtos químicos envolvidos em sua produção e descarte. 
O Brasil tem 3,4 milhões de brasileiros que estão em situação de insegurança alimentar, o que representa 1,7% da população.
Segundo relatório da FAO de 2013,  1 em cada 9 pessoas, sofre de fome no mundo." 
(Fonte e Banco de Alimentos).
Tudo o que consumimos vem da natureza e é preciso aproveitar bem não jogando fora sem responsabilidade, pois como disse o texto acima uma em cada nove pessoas passa fome no mundo.
Não desperdice alimentos por que...
Enquanto a gente desperdiça outras pessoas passam fome. Sempre quando você for fazer uma refeição pegue apenas o que vai comer. 
Diga não ao desperdício
Nosso grupo observou a quantidade de alimento que vai para o lixo em nossa escola... isso é uma pena... Diga não ao desperdício seja responsável... Observe as imagens  do nosso refeitório, e pense...quantos poderiam alimentar-se com o que acabamos jogando fora!



Post e fotografias organizadas por : Maria Eduarda Ferraz Brito , Gabrielle Gonçalves Fraga e  Luisa da Silva Callegaro

Saco é um saco

Durante muito tempo...
Utilizar sacos e sacolas plásticas era algo normal e aparentemente não parecia um problema. Apenas recentemente as pessoas  descobriram o mal  causado pelos sacos plásticos na natureza. Chamar a atenção sobre o enorme impacto ambiental dos sacos plásticos e sugerir outros caminhos para um consumo consciente é o objetivo maior de uma campanha lançada pelo Ministério do Meio Ambiente, e que tem o nome : Saco é Um Saco. 
E se você pensar, realmente, saco plástico é um saco pra cidade, pro planeta, pro futuro e pra você! Veja nas imagens horríveis abaixo:




E o que fazer?

Os problemas ambientais das sacolas plásticas são muitos, por que elas são muitas - são bilhões todos os anos! - e está em nossas mãos diminuir esse impacto. A saída mais saudável é você, aliás, somos todos nós mudarmos hábitos que nos acompanham há muitos anos. Pode não parecer lá muito fácil... mas é!



Memes sobre o meio ambiente

Meme é na verdade uma ideia, um slogan, um signo, um conceito cultural que se espalha rapidamente pois é mimetizado, copiado por muitas pessoas. Vamos multiplicar a ideia  sobre a importância de cuidarmos do meio ambiente.













Projeto Ambiental com os alunos do 5º ano A







Apresentação do Projeto ambiental "Equilibrando o Planeta"




Clique na figura abaixo:

Conheça a Web Quest  do GPARJ 


Professora responsável Tânia Traub Fries

Imagens da vídeo conferência do dia 02 de Junho

Edição de imagens aluna Isabela Aguiar

A atividade foi  realizada pelo com a participação de outras escolas , que realizaram pesquisas sobre animais em vias de extinção em suas regiões. 

Os alunos envolvidos fizeram, no início dos trabalhos, pesquisas sobre animais em vias de extinção na região metropolitana de Porto Alegre. e contribuíram, através de estudos e relatos com seus conhecimentos nos debates elencados durante a  vídeo conferência do dia 02 de junho de 2015. 

 


Post da blogueira: Isabela Aguiar 

Filmagem da vídeo conferência




 Material organizado por: Camille , Isabela & Gustavo

Quer saber um pouco sobre a tartaruga marinha

                                                                                                                       
- As tartarugas marinham são répteis que vivem nos oceanos em áreas tropicais e subtropicais.
- O tamanho das tartarugas marinhas adultas pode variar de 1m até 2m de comprimento, caso da tartaruga-de-couro ou tartaruga-gigante. Indivíduos adultos desta espécie podem atingir até 600 kg.

- Estes répteis se alimentam, principalmente, de medusas, camarões, esponjas e águas-vivas.

- Quase todas as espécies são migratórias e conseguem se orientar pelos pólos magnéticos do planeta.

- As fêmeas atingem a maturidade sexual por volta dos 30 anos de idade. Nesta fase, ela retorna para a praia onde nasceu para depositar os ovos. Estima-se que entre 100 filhotes nascidos, apenas um chegará a vida adulta.
- Possuem um comportamento solitário e vivem grande parte do tempo submersas nas águas dos oceanos.

- O acasalamento das tartarugas ocorre nas águas costeiras ou profundas dos oceanos.

- Dependendo da espécie, a cor das tartarugas pode variar do marrom ao verde.

- Possuem sistemas de audição e visão bem desenvolvidos.

- Em função da caça predatória por vários anos, grande parte das espécies encontra-se em situação de extinção.

CARACTERÍSTICAS PRINCIPAIS:

Peso: em média de 300 a 600 (animal adulto)

Comprimento: pode atingir até 2 metros de comprimento e 1,5 metros de largura (depende da espécie)

Reprodução: fecundação interna com 3 a 5 desovas numa mesma temporada de

Coleta de dados da aluna.
Gabriela Bravo do 5 ano B
Fonte: www.suapesquisa.com/mundoanimal/tartaruga_marinha.

A INTERNET COMO FONTE DE PESQUISA

Etapa 1) Organização 
Antes de sair digitando a principal palavra do trabalho solicitado no Google,organize como a pesquisa será feita, seguindo estes dois passos.





Etapa 2) Coleta de dados Este é o momento de recolher as informações. Nesta hora, vale o "copiar e colar", pois trata-se de selecionar o material que servirá para compor o trabalho. Só é preciso não esquecer de anotar a referência de onde os trechos e as informações foram retirados, pois isso será necessário depois. "Outra questão importante é sempre pesquisar em mais de uma fonte, para poder obter informações mais abrangentes sobre o mesmo assunto e até mesmo opiniões divergentes, para que o aluno perceba os diversos olhares possíveis da questão", afirma Patricia Smith Cavalcante, professora dos cursos de graduação e pós-graduação do Centro de UFPE (Universidade Federal de Pernambuco). Para uma coleta de dados de qualidade é importante:
Localizar fontes confiáveis
Ir além do que já está "pronto"

Etapa 3) Produção Após a seleção das informações, chegou a hora de redigir o trabalho no blog da Ambiental. Agora é necessário usar a chave de login da sua Equipe :

Estruturar o trabalho
Preservar a autoria
Salvar no rascunho ( para efetuar a publicação, o artigo precisa da avaliação da professora)
Fonte: Educar para Crescer Abril